Entenda como a cultura da empresa reflete no consumidor final

Muito se fala sobre marcas com propósito, mas ao contrário do que se espera, na maioria das vezes essa importante ferramenta de branding fica apenas no discurso ou como um tópico a mais no índice do brandbook.

Para começar, o que é propósito?

O propósito expressa a razão pela qual uma marca existe; seu comprometimento e as mudanças que se propõe a fazer no mundo – seja de maneira ampla ou na vida de seus consumidores, especificamente. É mais do que serviço, missão ou produto. É a lembrança que fica na memória, as atitudes que inspiram colaboradores a atuarem pelos mesmos objetivos e as ações que criam conexões verdadeiras com as pessoas.

Geralmente é possível descobrir o seu propósito através da seguinte pergunta: Se hoje minha marca deixasse de existir, que falta ela faria?

Sim, essa questão é bastante profunda, mas a descoberta de sua resposta é essencial para gerir uma marca que busca atuar com atitude e relevância.

Outro ponto fundamental nesse contexto é a relação que as equipes internas têm com o propósito da marca. Ele faz sentido para essas pessoas? Existem diálogos claros sobre perspectivas para o futuro da empresa entre líderes e colaboradores? Afinal, se uma marca é feita de pessoas, é preciso que sua essência seja estabelecida de dentro para fora, resultando em um senso de pertencimento que ultrapassa as barreiras do backstage e chega ao público final com transparência e verdade.

A sua bússola está alinhada com os desejos e necessidades do seu público?